Durante a Revolução Constitucionalista de 32 de São Paulo, foi lançada uma campanha de arrecadação de fundos, “Ouro para o bem de São Paulo”que recolheu muito dinheiro e joias.

Os recursos não utilizados  na luta,  foram doados para a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e usados na construção de um prédio, “Dei Ouro Para o Bem de São Paulo”, no centro da cidade, na r. Álvares Penteado, 23.

Santa Casa

A Santa Casa de Misericórdia tinha tido um papel muito importante nessa época, oferecendo médicos, enfermeiros e atendentes para a frente de batalha e socorrendo feridos.

A Santa Casa de Misericórdia, maior hospital beneficente da América Latina, foi fundada antes de 1560 no Pátio do Colégio, na então vila de São Paulo de Piratininga, berço da cidade de São Paulo. Com  aqueles recursos remanescentes, foi construído  o predio “Ouro para o Bem de São Paulo”, um projeto da Construtora Severo e Villares que venceu o concurso de 1935, em estilo “art déco”, e foi um marco do espírito paulista. O prédio tem treze andares,em formato de

Edifício

ondas, cada uma simbolizando uma listra da bandeira paulista  hasteada ao vento, cujo  mastro representa as alianças de ouro doadas pelos paulistas.

Esta construção,  desde 1939 até hoje,  é motivo de orgulho para todos nós e vale uma bela visita!

 

 

 

Santa Casa

Renata Oliva.Luiza Maldaun e Carolina Maldaun

Compartilhe